quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Okuribito (2008)

Okuribito é um filme japonês dirigido por Yojiro Takita. Conhecido internacionalmente como Departures, é chamado de A Partida no Brasil. Ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2009, além de receber mais 32 outros prêmios. Tem nota 8,2 no IMDb.
Okuribito conta a história de Daigo Kobayashi, violoncelista de uma orquestra que se vê desempregado quando ela é dissolvida. Sem saber o que fazer ele volta para a cidade natal com a esposa em busca de uma oportunidade de ganhar dinheiro. Daigo começa a trabalhar como "Nokanshi", uma espécie de agente funerário, responsável por preparar o corpo, colocá-lo no caixão e enviar a pessoa que morreu para o outro mundo, agindo como um guardião entre a vida e a morte. Mas seu trabalho é desprezado tanto por sua esposa quanto pelas pessoas à sua volta. O que, porém, podia ser algo terrível acaba se mostrando de valor inestimável, na medida em que, a partir da morte, Daigo aprende sobre o valor da vida.
A filosofia do belíssimo e emocionante Okuribito encanta por nos mostrar exatamente que a morte deve ser encarada como uma passagem inevitável no ciclo de vida de cada um. Uma mudança de existência.
A história é simples e, por isso mesmo, humana: a questão do regresso às origens; de como o protagonista encontra em um ritual fúnebre um sentido para a própria existência; tudo, combinado a um mundo de belíssimas imagens, fazem de Okuribito uma maravilhosa experiência cinematográfica.
Apesar de ter vencido o Oscar, Okuribito é um filme japonês legítimo, sem concessões ao cinema ocidental. Um filme diferente dos padrões de Hollywood. De fotografia linda, o filme pode parecer estranho aos olhos ocidentais pela ausência de, digamos, exageros expressivos. Através do silêncio e do espaço vazio entre uma ação e outra é que se constrói as tensões de Okuribito. Porém, não falta emoção na película que não apenas mostra como lidar com a falta de entendimento da morte, mas também como aprender com seus fracassos e como o amor pode realmente vencer a angústia e o medo. Divertido, delicado, poético, profundo. Como Yojiro Takita soube tratar um tema que poderia ser visto como mórbido com tanta delicadeza! O filme é uma poesia em movimento. É incrível o modo como é retratada a morte, com uma pureza tão grande que nos toca profundamente.
A trilha sonora de Okuribito é preciosa. Tomando como gancho a passagem de Daigo por uma orquestra, a trilha é composta somente de grandes instrumentais com, claro, muito violoncelo. O elenco é particularmente bom, demonstrando uma química muito boa.
É um filme extremamente sutil e comovente. Embalado com ótimas músicas e um cenário que anda de mãos dadas com a história o filme vai crescendo, envolvendo e enternecendo. E termina no ponto certo...
Excelente! Filme mais do que recomendado. Com certeza mereceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro! E você pode conferí-lo aqui, com legendas em português!!!

torrent thepiratebay.org
torrent kickasstorrents.com

3 comentários:

Diego Felipe disse...

Gostei!
Obrigado pela indicação!

Tomate disse...

Diego Felipe,
Obrigado pelo retorno, que bom que você gostou!
Apareça sempre por aqui para dar sua opinião, ok?
Abração!

Celso Brito disse...

Grande filme, assisti a algum tempo já. Atravéz de sua indicação. A cada dia fico mais apaixonado pelo cinema Oriental!