sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Kærlighed på Film (2007)

Kærlighed på Film é um filme dinamarquês dirigido e escrito por Ole Bornedal. Com nota 7,4 no IMDb, é chamado de Não é Mais uma História de Amor no Brasil e de Just Another Love Story internacionalmente.
Como contar a verdade, se viver a mentira é melhor? Kærlighed på Film é um thriller sobre identidades trocadas. Jonas, um pacato fotógrafo, se envolve em um acidente de carro no qual uma misteriosa jovem chamada Julia entra em coma. Movido pela curiosidade, vai até o hospital para ver como ela está. Porém, quando a família de Julia o confunde com o namorado dela, Jonas resolve assumir mesmo este papel. Decidido a não perder Julia e sua nova identidade, ele faz de tudo para a manter. Conforme a relação entre os dois evolui, as boas intenções de Jonas passam a ter consequências bizarras quando Julia sai do coma, e ele se vê enrolado em uma teia de mentiras e falsas identidades. Atraído por motivos que ele não consegue controlar, Jonas está agora em uma situação complicada e brutal, com um final surpreendente.
O filme é um misto de drama e policial noir impressionante pela tensão contínua, estilo vibrante, recursos visuais e uma incrível narrativa, que estourou no Festival de Sundance em 2008 e foi apresentado em numerosos festivais. O longa presta uma homenagem ao clássico Crepúsculo dos Deuses, do mestre Billy Wilder.
Através de alguns momentos cômicos a família de Julia acha que ele é seu namorado e ele lentamente começa a aceitar isso e realmente se apaixonar por ela. Mas se há coisa que Kærlighed på Film pode se gabar é de não ser apenas mais uma história de amor. Esta obra de Ole Bornedal, mais conhecido por ter dirigido Nightwatch, é um trabalho neo-noir, com um enorme sentido estético e cujo enredo parece ser uma versão mais negra e tensa de While You Were Sleeping.
Construído com um grande sentido estético, e variando entre uma espécie de neo-realismo e momentos de ação e violência psicológica caricaturais, Kærlighed på Film é um filme bastante interessante e construído de forma desconcertada, permitindo ao espectador descobrir aos poucos o que por quê da sequência inicial do filme. Bornedal consegue assim uma dupla vitória, pois tanto atrai pessoas com desejos de entretenimento, como um público mais virado para cinema de autor. É uma história bastante intrigante e com um roteiro que está maduro para um bom remake americano. Será interessante esperar, pois deverá ser dirigido por Marc Webb e lançado em 2011.
Este longa tem uma história bem diferente de outros filmes. Começa morno, mas depois ele te envolve de uma maneira muito interessante. Vale a pena perder 100 minutos de sua vida para ver esta obra diferente e excelente, com um desfecho surpreendente e uma trilha sonora perfeita. Melhor ainda se puder ser assistido com legendas em português, não concordam?

torrent thepiratebay.org
torrent kickasstorrents.com

7 comentários:

Anônimo disse...

Excelente filme, historia envolvente e otima fotografia

Tomate disse...

Anônimo,
Concordo em número, gênero e grau!
Obrigado por nos prestigiar, comentários são sempre muito bem-vindos!
Abraço...

Manu disse...

Gostei do filme,
obrigado tomate.
Nota: 6/10

Voce nao tem mais filmes do genero extraterrestres aliens, algum que seja bom???, eu so pergunto...

Saludos.
Manu

Tomate disse...

Manu,
Obrigado!
Realmente é um bom filme...
Quanto a filmes desse gênero que você pediu eu acredito que tenha alguns aqui! O problema é ter algum que seja bom e mereça ser publicado no blog...rs
Mas não se preocupe, vou dar uma olhada pra vc! E pode perguntar o quanto quiser, a hora que quiser e o que quiser, tá?
Abraços...

Manu disse...

Entao tudo bem !!!
Obrigado por responder sempre.
Saludos Tomate.

Ingmar disse...

Excelente filme, mas não precisei baixar, pois achei na locadora.
E graças a essa indicação descobri outro filme dinamarquês com o Nikolaj Lie Kaas, Mørke , que também vale a pena.
Abs

K. disse...

Serei ETERNAMENTE grato à você por esta indicação.
Este filme entrou imediadamente na minha lista de "Melhores filmes da minha vida" e não sai da minha cabeça desde que o assisti (três meses atrás).

Obrigado, de coração.

Kyla.